“Player Two”: A historia do garoto que joga vídeo game com o fantasma do seu pai

A internet é o lugar onde a zoeira nunca morre e as vezes passa até do limite do aceitável, mas de vez em quando aparecem histórias nela que fazem você se emocionar e pensar um pouco na vida.

Play Two é um curta metragem que teve origem em um comentários do Youtube. O usuário 00WARTHERAPY00 publicou um relato que deixou milhares de pessoas emocionadas e quando  diretor John Wikstrom ficou sabendo disto resolveu criar um curta metragem baseado nesse emocionante relato.

Leia o comentário:

Bem, quando eu tinha quatro anos, meu pai comprou um Xbox. Você sabe, aquele primeiro ‘quadradão’ de 2001. Tivemos horas, horas e horas de diversão jogando todos os tipos de games juntos — até que ele morreu, quando eu tinha 6 anos. Eu não consegui tocar naquele console por 10 anos. Mas uma vez o fiz e notei uma coisa. Nós costumávamos jogar um título de corrida, o RalliSport Challenge, que era muito impressionante na época que foi lançado.

Voltei a mexer no jogo até que encontrei um fantasma. Literalmente. Você sabe, quando uma corrida de tempo ocorre, a volta mais rápida já feita permanece gravada como um piloto fantasma? Sim, você adivinhou: o fantasma em questão era do meu pai e ele ainda percorre a pista até hoje.

E então eu joguei, joguei e joguei até quase conseguir bater a melhor marca. Finalmente, eu passei na frente do fantasma, estava ganhando e… Eu parei bem na linha de chegada, apenas para assegurar que não iria excluí-lo. Felicidade.

Assista ao curta:

É muito difícil não se emocionar com essa história, estou terminando esse post com o olhos rasos de água.

Grande Abraço.

Twitter:Rafael

 

 

Comentários

Comentários

Be the first to comment

Leave a comment

Your email address will not be published.


*