Raspberry Pi Zero é lançado! Que tal um computador por R$30?

Raspberry Pi Zero Capa

Não é BlackFriday, mas que tal comprar um computador por apenas £5 (aproximadamente R$30 em conversão direta)? Essa é a proposta da Raspberry Pi Foundation que lançou nos últimos dias seu último modelo, o Rapsberry Pi Zero, que vem se juntar aos modelos Raspberry Pi 1 A, A+, B, B+ e Raspberry Pi 2 já lançados anteriormente.

O Raspberry Pi Zero é um computador completo para ser ligado em um monitor ou televisor (graças à saída HDMI), com todos os componentes necessários para rodar o Sistema Operacional Linux , Windows 10 possui uma versão que roda atualmente apenas no Raspberry Pi 2, e é menor que um cartão de crédito.

Raspberry Pi Zero

 

As especificações técnicas do equipamento são:

  • SOC Broadcom BCM2835
  • CPU 1 GHz ARM11 single-core
  • 512 MB
  • GPU Broadcom VideoCore IV @ 250 MHz
  • Uma porta Micro-USB
  • Saída de vídeo Mini-HDMI, 1080p
  • Saída de áudio Mini-HDMI
  • MicroSD
  • 40x GPIO
  • 9g de peso

Fora a possibiliade de possuir um computador que tem capacidade de exibir vídeos FullHd,  servir como servidor de arquivos, servir para diversos projetos de hobbistas, do tamanho de uma moeda de R$1, o mais impressionante é que a Raspberry Pi Foundation disponibilizou o Raspberry Pi Zero “de graça” na última edição da revista MagPi.

 

MagPi Raspberry Pi Zero

 

O que é a tecnologia, antes ficávamos felizes com um disquete de brinde em uma revista..agora temos computadores (lógico se você for morador da Inglaterra).

O Raspberry Pi Zero segundo o frabricante é 40% mais rápido do que todas as outras versões 1 do equipamento e possui a mesma interface de 40 pinos mantendo então compatibilidade com todos os softwares e sistemas operacionais já lançados até então.

Não é sabido o valor de compra do Raspberry Pi Zero no Brasil, mas se você quiser arriscar ele pode ser comprado/importado aqui aqui e em pouco tempo nos Mercados Livres da vida.

Para mais detalhes sobre o produto e o Raspberry assista ao vídeo:

 

 

 

Fonte: Arstechnica

Comentários

Comentários

Be the first to comment

Leave a comment

Your email address will not be published.


*