PICO-8:Jogue e desenvolva jogos para este console virtual

Pico 8 Console

Os desenvolvedores de jogos nos dias atuais possuem à sua disposição, na maioria das vezes, dispositivos com grande poder computacional, dispensando muita das vezes um trabalho fino de otimização do código-fonte de suas criações.Mas nem sempre foi assim.

Não trataremos da história dos video-games neste post (isso é assunto para um post futuro 😉 ) mas vale dizer que os primeiros video-games datam da década de 70 com o lançamento do Odissey e eram máquinas com hardware e especificações extremamente limitadas. O grande Boom deste tipo de entretenimento aconteceu em 1983 com o lançamento do Sistema de Entretenimento Nintendo, NES para os mais chegados ou ainda Nintendinho para os íntimos. Nesta época o desenvolvimento de jogos era um difícil exercício de criatividade e um tanto de arte (sem contar a bruxaria) ao se conseguir criar jogos divertidos com sérias restrições de orçamento hardware.
Como uma comparação, imagine tentar pintar um retrato usando apenas o Paint e 16 cores.

Pensando nessa época de ouro da criatividade onde os desenvolvedores se sentiam intelectualmente desafiados, Joseph “Zep” White criou um incrível projeto. Ele desenvolveu um video-game completamente virtual de 8-bites intitulado PICO-8.

 

Pico 8 image

 

Este console virtual assemelha-se e muito aos consoles da era 8-bits (anos 80) possuindo também as já mencionadas restrições de especificação. Para se ter uma idéia, o PICO-8 conta com uma paleta de 16 cores, tela de 128×128 pixels, apenas 4 canais para músicas e efeitos sonoros e cartuchos com apenas 32Kb (o jogo paciência do Windows tem 850Kb). O interessante é que essas limitações são propositais. Nas palavras do seu criador: “As severas limitações do PICO-8 foram cautelosamente escolhidas para que o trabalho seja divertido, e que seja estimulado designs compactos porém expressivos com o intuito de dar a cada cartucho do PICO-8 uma aparência particular e única”.

Os jogos do PICO-8 são arquivos PNG especiais que possuem também a capa do jogo e são submetidos pelos seus criadores para que qualquer um possa jogá-los no Linux,Windows, OSX ou mesmo pela Web. Os desenvolvedores interessados deverão adquirir uma licença no valor de U$15 para começar o desenvolvimento dos jogos. O desenvolvimento é realizado na linguagem Lua e o site do projeto disponibiliza uma Fanzine que ensina todos os passos de criação, desde o código até a edição de efeitos sonoros.

 

Pico 8 fanzine

 

Achei a idéia interessantíssima, deve ser muito divertido e instrutivo desenvolver jogos para o PICO-8. Com certeza será necessária a compreensão de aspectos de baixo nível da arquitetura e o trabalho deve ajudar e muito no processo de qualificação de inúmeros desenvolvedores indies de jogos que pipocam hoje em dia. Há jogos incríveis já criados para a plataforma.

 

Pico 8 - Jogo
O site do projeto pode ser acessado aqui.
Já os jogos podem ser jogados pelo próprio navegador aqui.
Alguns jogos que vem chamando mais a atenção são Dusk Child, Across The River e Tempest.

Abraços

Fonte: PICO-8 Site

Comentários

Comentários

Be the first to comment

Leave a comment

Your email address will not be published.


*