YouTube Red, versão paga do YouTube, inaugura nos EUA. E agora?

YouTube Red
O que é o YouTube Red?

 

YouTube Red

 

O YouTube Red ( não confundir com RedTube, ainda mais se você estiver no seu serviço) foi anunciado no mês de outubro em um evento realizado pelo Google em Los Angeles. Ele vem para se tornar uma experiência premium do YouTube que conhecemos trazendo alguns serviços extras em troca de singelos U$9,99 por mês (que podem ser equivalentes em R$ a um carro popular no momento que você lê este post, vai saber)!!

 

YouTube Red - Pague os U$10
Os grandes diferenciais do serviço são acesso a conteúdo exclusivo, exibição dos vídeos sem propagandas (extendido também para os serviços YouTube Kids, YouTube Gaming e o recém anunciado YouTube Music App), possibilidade de visualização offline de toda a biblioteca do Youtube e execução do conteúdo em segundo plano, permitindo assim que você execute outros apps no seu smartphone ou tablet enquanto ouve sua playlist, por exemplo.
O Google também quer com o Youtube Red entrar futuramente na briga com os serviços de streaming como Netflix e similares.

Polêmica

O YouTube Red foi lançado nos Estados Unidos no último dia 29 de outubro trazendo consigo grande polêmica. Desde usuários comuns ao próprios criadores de conteúdo do serviço (YouTubers), ninguém está assim tão entusiasmado com as políticas que o novo serviço trouxe para o Youtube. Primeiramente, não ficou claro ainda a forma de repasse de dinheiro aos canais. Vale mencionar também que os criadores de conteúdo basicamente estão obrigados a aderir ao novo serviço, caso contrário eles serão classificados como conteúdo privado reduzindo drasticamete seus views e suas receitas. Desta forma diversos canais populares no Youtube terão que mudar para o YouTube Red deixando usuários insatisfeitos.

 

YouTube Red

 

Toda essa polêmica trouxe à discussão alguns pontos interessante: O primeiro deles foi a constatação de algo que não era segredo para ninguém. Mesmo sendo um extremo sucesso, tendo se tornado quase que um serviço essencial na Internet de hoje em dia, o YouTube gera para o Google mais despesas do que lucros. Os custos para manter o serviço são extremamente altos, as receitas das propagandas veiculadas abatem uma quantia pequena destes custos de operação. Desta forma, era questão de tempo até o YouTube se tornar pago.
O segundo ponto é que se as receitas com propagandas são pequenas, podemos considerar que de fato são ainda menores devido ao uso de bloqueadores de propagandas (AdBlock por exemplo). Segundo um levantamento informal realizado por um dos maiores, senão o maior, Youtubers (PewDiePie) em sua conta no Tumblr, restou claro que praticamente 40% dos usuários do Youtube utilizam algum bloqueador de propagandas. O YouTube Red parece ter vindo como um remédio a estas soluções obrigando no final das contas o usuário a pagar para não ver propagandas.

 

YouTube Red PewDiePie

YouTube Red no Brasil

O YouTube Red ainda não tem data para ser lançado no Brasil (Ufa!) mas a controvérsia está longe de terminar. Provavelmente grande parte dos grandes canais e Youtubers brasileiros deverão adotar este novo modelo de serviço do Youtube Red para manutenção ou crescimento das receitas, talvez não por um desejo unicamente seu, mas sendo a única opção viável neste novo modelo que será o RedTube Youtube Red. Parece que os Youtubers, que criam incríveis conteúdos, acabaram sendo fragilizados com as novas regras.
Vamos ver como esse modelo se encaixará em nosso mercado que, como é sabido, é avesso ao pagamento de software e serviços on-line. Será que as receitas do Google e dos criadores de conteúdo acabarão caindo, já que há chances de pouca adesão ao serviço, forçando-os a continuarem com o modelo atual? Só o tempo dirá.

 

Fontes: Makeuseof

Comentários

Comentários

Be the first to comment

Leave a comment

Your email address will not be published.


*