Mr Robot. Nova Série com a temática Hacker – Avaliação Sem Spoilers

Mr Robot

A temática Hacker vem sendo explorada ao longo dos anos por inúmeras séries e filmes, tendo conseguido apelo ainda maior nestes tempos de NSA, Anonymous, Snowden e afins. Dentre estas produções, a primeira que me recordo de ter assistido foi o filme “Hackers – Piratas de computador” rodado em 1995 que possuía nada menos que uma tal, pouco conhecida até então, Angelina Jolie em seu elenco. Lembro-me de quase ter tido um AVC de tanta euforia ao assistir ao filme. Tudo bem que percebi algo “estranho no filme” ao ver que ao invadir uma máquina os invasores viam… os dados fluindo no monitor (???!!!).

Hackers-Piratas de Computador

 

Mas OK, mesmo tendo a impressão de que os roteiristas não sabiam bem o que estavam fazendo, achei o filme bem legal e confesso, assisti mais de uma vez.

Já havia um tempo que nenhum filme ou série desta temática chamava a minha atenção (Matrix não conta), eis que sem alarde foi lançada este ano (2015 para quem vem do futuro) a série Mr. Robot.

 

Mr Robot

Elliot

Após assistir ao primeiro episódio, venho trazer um pouco sobre a série e minha opinião desse piloto sem apresentar Spoilers (mesmo sendo apenas o primeiro episódio).
Mr. Robot conta a história de Elliot Anderson, interpretado pelo ator norte-americano Rami Saíd Malek (The Pacific, 24 Horas, Need for Speed) um talentoso engenheiro de segurança da informação que trabalha na área em uma empresa chamada Allsafe.
Elliot possui problemas de socialização e, talvez por sua patologia ou pela sua visão do mundo, é desacreditado da sociedade constituída e das pessoas.
Para ele, os heróis e a sociedade são uma farsa e que há algo de sujo e interesseiro nas relações humanas, por isso ele se utiliza de suas habilidades para hackear as informações de certos tipos de pessoas e expõe seus segredos obscuros. Esse comportamento parece ser para ele tanto um hobby, já que aparenta lhe trazer prazer, quanto uma obrigação já que ele se vê como um vigilante.

Mr Robot

 

Estas investidas não tem como objetivo a obtenção de vantagens econômicas, como ele mesmo diz, mas visa principalmente a proteção das poucas pessoas com as quais possui empatia além de punição de pessoas com comportamentos por ele reprovados.

O roteiro se intensifica com a existência do conglomerado E Corp, para a qual Elliot presta seus serviços de segurança da informação, sendo esta entretanto a representação daquilo que Elliot mais abomina.  Além disso existe uma organização  hacker “fsociety” que tem como principal alvo a E Corp e a destruição de seu império e o “mal” que estes impõem. Esta organização, através de seu “líder” Mr. Robot recruta Elliot por conta de seu extenso conhecimento e também pela sua posição privilegiada com relação à E Corp (Evil Corp para Elliot)

Mr Robot 4

 

Mr. Robot possui um roteiro excelente prendendo o expectador nas descobertas pessoais do protagonista e na evolução de suas descobertas. Não é atoa que a série possui atualmente nota 8.9 no IMDB. As cenas de invasão, ao contrário do filme “hackers” que mencionei anteriormente e outras tantas produções, são excelentes. Mr. Robot surpreendeu muito, havendo também pitadas de Fight Club e sua visão de sociedade destruída.

Mr. Robot teve sua estréia no dia 27 de maio de 2015 em diversos serviços de streaming e deverá ser exibida no Brasil pelo canal Space com expectativa de estréia no mês de novembro.
Para a primeira temporada são ao todo dez episódios já havendo contrato para o lançamento de uma segunda Temporada.
Os Vilões” recomendam  e muito Mr. Robot  e pretendemos atualizar este post quando terminarmos de assistir a toda a 1ª Temporada.

 

Mr Robot

 

 

Comentários

Comentários

Be the first to comment

Leave a comment

Your email address will not be published.


*